Dicas de Preparo
 
1. Em uma visão muito prática de cozinheiro o bacalhau é curado com sal, o que lhe provoca um primeiro cozimento. Pode parecer estranho, mas o sal cozinha a frio os ingredientes. 
 
2. Para saber a quantidade de bacalhau numa refeição, calcule entre 150g e 250g por pessoa;
 
3. Na hipótese de você comprar um peixe inteiro, corte-o em pedaços separando os “filés” em que a carne tem mais ou menos a mesma espessura. Repare que, próximo à espinha dorsal, os lombos são mais altos, e à medida que vai chegando à barriga, eles vão ficando mais finos. Cada um desses pedaços receberão um tratamento diferente, por isso devem ser separados.
 
4. A retirada da pele espinhas e da coluna somente deve ser feita em último caso ou se a receita pedir pois juntamente com a retirada dessas partes você irá retirar a gelatina do peixe, fundamental no sabor e que vai embora.
 
5. Se houver necessidade o melhor momento para retirar a pele do bacalhau é quando ele ainda está salgado e seco: levante a pele em uma das extremidades e retire-a com puxadas firmes. Depois do cozimento, a pele também sai com facilidade. O melhor momento para retirar as espinhas é quando se desfia o bacalhau ainda salgado e seco ou depois do cozimento;
 
6. Bacalhau é uma carne quase pronta para comer ele necessita apenas de um pequeno cozimento para que a carne mude sua textura e o colágeno entre as lascas se transforme em gel soltando-as. 
 
7. O bacalhau não deve ser fervido, a não ser que a receita ou o preparo indiquem. A fervura prejudica o paladar e resseca o peixe. Coloque o peixe em água com temperatura ambiente dentro da panela desde o início da cocção, principalmente se for utilizar essa água para cozinhar batatas ou o arroz. Deve ser sempre preparado em água a ferver (aquele momento em que na água começa a aparecer pequenas bolhas), ou seja, em fogo brando, sem borbulhar; você pode reservar o caldo do bacalhau (a água do cozimento) para cozinhar as batatas ou o arroz. Altas temperaturas deixam o peixe borrachudo.
 
8. Aferventar o Bacalhau é útil apenas quando for separar as lascas e preparar uma bela salada.
 
9. O bacalhau pode parecer um bicho durão, mas é sensível e delicado. E se possível faça apena uma cocção. Assim, se for servido grelhado, deve ser apenas grelhado; se frito, que seja frito e pronto. Se ele for cozido e depois frito, por exemplo, ficará borrachudo; se cozido e depois levado ao forno, uma palha. E não exagere nas temperaturas: a temperatura do liquido deve ser em simmer (85 a 95°C pequenas bolinhas nas bordas da panela)  e, no forno, o calor não pode ultrapassar os 140ºC.
 
10. Ao final do preparo, você perceber que a carne do bacalhau foi exageradamente dessalgada, salpique floquinhos de flor de sal sobre a posta. Esta é a melhor maneira de corrigir a mancada. Não prepare molhos fortes, isso só vai encobrir e esconder ainda mais o enfraquecido sabor do peixe.
 
11. Evite servir bacalhau grelhado ou sem muito molho com arroz soltinho. As postas de bacalhau, na maioria das receitas, são um tanto secas, portanto devem ser guarnecidas por batatas cozidas (que têm umidade) ou legumes no vapor. Grãos e farofas só com pratos mais caldosos ou ensopados.
 
12. Se quiser apurar o paladar do bacalhau, de acordo com a receita, deixe-o temperado com azeite e ervas (p.ex. coentro ou salsa ou alho em pó) ou submerso no leite durante pelo menos 2 horas antes do preparo;
 
13. A qualidade da refeição com bacalhau também depende da qualidade dos complementos: o azeite de oliva deve ser extra virgem, 
 
14. As batatas, as azeitonas pretas portuguesas, e as verdes portuguesas, argentinas ou espanholas
 
15. Aproveite a água da fervura do bacalhau para cozinhar as batatas e cebolas e para fazer o arroz de acompanhamento: ficam perfeitos no acompanhamento.
 

Participe, deixe seu comentário

U9TT